[Resenha] Horror Na Colina De Darrington – Marcus Barcelos

Horror Na Colina De Darrington

Sinopse: Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil: com sua tia debilitada e o tio trabalhando dia e noite, precisavam de alguém para tomar conta de sua prima Carla, de apenas cinco anos de idade.

No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios, onde o inferno parece mais próximo e o mal possui uma força evidente.

Passaram-se mais de 10 anos. Isso tudo aconteceu quando Ben estava com dezessete anos, e foram experiências das quais ele preferia esquecer completamente…

Mas aquele passado o acompanha de perto. Ben sente que precisa voltar e sabe que, ou desvenda tudo ou sempre viverá com medo. Então, ele decide contar, e traz numa narrativa angustiante e rica em detalhes tudo o que viveu e todas as batalhas impensáveis que travou para tentar manter a si próprio e a jovem prima em segurança. E se descobre no centro de uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade.

Onde termina o inferno e começa a realidade?

Horror / Suspense e Mistério / Terror

pqciyc6

Resenha: Eu passei um tempo afastado de tudo por conta de uma doença que me prendeu por quase seis anos. Ao retomar a minha vida, retomei junto o amor pela leitura.

Já havia perdido toda a minha coleção de livros e estou aos poucos refazendo-a. Conto isso para que possam entender porquê eu não fazia ideia da existência do autor Marcus Barcelos.

Carioca, amante de esportes e de uma imaginação sombria e cinematográfica, Marcus teve mais de 1 milhão de acessos de seu livro no aplicativo chamado Wattpad (outra coisa que eu desconhecia por conta desta mesma doença). Mas vamos parar de falar em coisas tristes e vamos falar de MEDO!

Sim…falar de Horror Na Colina de Darrington é falar de medo.

xxy8tf1

O livro tem uma diagramação linda, artes incríveis e te deixa apreensivo por mais detalhes, o que o torna agradável e rápido de ler. O li em 01 dia e foi como assistir um filme. Como disse, Marcus tem o dom da escrita cinematográfica e isso torna o livro ágil, cheio de diálogos e reviravoltas.

De cara ficamos sabendo que o personagem principal está em um sanatório e de lá ele nos conta a história.

Benjamim Francis Simmons ou “Ben” para os íntimos é um bom rapaz que cresceu sem os pais em um orfanato. Então ficou sabendo que tinha um tio, irmão de seu pai, e começou a ter um contato com eles que cresceu de forma natural. Passava os fins de semana com eles, etc.

Romeo, tio de Ben, era casado com Julia que já tinha uma filha de um casamento anterior chamada Amanda. Juntos, os tios de Ben tiveram a Carlinha, que se tornou um grande afago no coração do primo. E é justamente em volta da menina que a história acontece.

A casa onde eles agora moram é nova e fora comprada as pressas pelo tio Romeo. Julia ainda estava bem quando se mudaram, mas logo começou a apresentar uma depressão. Um ar sombrio tomou conta da casa aos poucos, até que ocorreu o AVC e ela ficou presa a uma cama. Não se sabe muito sobre a casa. Apenas que estava muito barata e era imensa e linda, um Castelo de contos de fadas.

Mas a tia Julia parece não melhorar e o tio de Ben precisa ter 02 empregos para sustentar a casa. Amanda está na faculdade, logo, fica para o rapaz a tarefa de ajudar cuidando de Carlinha.

bvapufo

Uma noite, Ben desce para beber água após acordar com a boca seca e vê Carlinha parada, olhando para o alto. Ao questionar a prima o porquê dela estar ali, olhando para o alto e rindo, ela responde que “uma moça está fazendo caretas”. Ele presta atenção nas expressões da menina e percebe que não se tratavam de caretas. Eram expressões de uma pessoa agonizando ao ser enforcada. Seu sangue gela (e o nosso também) e começa a montanha russa de sustos e medos do livro.

Os dois se veem sozinhos em uma casa misteriosa, com uma tia acamada, ouvindo e vendo coisas que deixariam qualquer pessoa louca. E começa a ser desvendado um quebre cabeças sinistro cheio de terror paranormal e muita escuridão. É um livro sombrio, sim. Mas com uma beleza de imagens que ficam na nossa memória por muitos dias. Ainda penso em tudo o que o personagem passou e sinto o medo que ele sentiu.

O livro prega muitas peças e seu maior trunfo é sua narrativa rápida e moderna. Todas as vezes em que ele é jogado à uma dimensão infernal, as tentativas de lutar contra o sobrenatural para salvar a prima, tudo é descrito de forma coesa.

Outro ponto alto são as pistas deixadas no início de cada capítulo, que vai ajudando a moldar a história para que o leitor se aprofunde na história. Elas ficam lá, na forma de uma matéria de jornal fictícia, ou um relatório policial fictício, um laudo médico, etc. Fantástico!

As ilustrações  de Thomaz Magno deixam o livro ainda mais convidativo. São belas e te ajudam a mergulhar ainda mais na história.

uczweqx

Se você ainda não leu Horror Na Colina de Darrington, está perdendo uma oportunidade incrível de conhecer um autor Brasileiro que promete muitos sustos. Marcus diz na nota inicial que pretendia escrever algo no melhor estilo PULP. Ele não mentiu! É rápido, é ótimo e você quer mais!

zcekhz6

Livro: Horror Na Colina De Darrington

Autor: Marcus Barcelos

Editora: Faro Editorial

Ano de Lançamento: 2016